No dia 04 de junho deste ano a D&R Negócios, empresa é especializada em valuation, fusões e aquisições, fez uma live com o tema “Industria e varejo nos tempos atuais”, e teve a participação de Cezar Couto, vice-presidente do Sincabima e diretor da Lightsweet, indústria de alimentos saudáveis localizada em Marialva, região noroeste do Paraná.

Abaixo há um compilado dos assuntos abordados. Para  conferir a live na integra, acesse: https://youtu.be/IZAOTHMUGlA

D&R Negócios: Esse momento está sendo uma experiência bastante atípica. Qual é o impacto desse momento no seu negócio e quais os principais desafios causados por esse contexto?

Cezar Couto: Está sendo uma experiencia bastante inusitada, com desafios enormes. Estamos tendo que nos reinventar. Como é que a gente cuida das pessoas, como é que a gente continua operando, como é que a gente executa os planos comerciais? As empresas tem que ser muito resilientes neste momento, para executar os planos de segurança, para mandar o pessoal para casa em home office e seguir operando, para que não falte matéria prima. Para isso foi criado um comitê de crise que, desde o início, debatemos estas questões diariamente.
Por sermos uma indústria de alimentos, e também pelo fato de atendermos uma fatia da população que é do grupo de risco, que são os diabéticos, não paramos de operar em nenhum momento. Logo no inicio tomamos todas medidas de segurança para proteger nossos colaboradores: Home Office para quem fosse possível, medição de temperatura de todos que entram na empresa, medição de saturação de oxigênio, álcool gel em todas as salas, depois vieram as máscaras entre outras medidas que continuamos fazendo. Sobre o impacto no nosso negócio, final do mês de março, sentimos um aumento de demanda possivelmente pelo medo de desabastecimento, e a partir de abril houve uma normalização. Nas compras de matérias primas, estamos sentindo uma pressão grande de aumento de preços principalmente em função da alta do dólar, já que muitos dos nossos insumos são importados. E o nosso principal desafio neste momento é a proteção do caixa da empresa. Suspendemos alguns investimentos e fizemos captação de recursos não por necessidade, mas para proteção. Tem também a assertividade da previsão de vendas. De uma forma geral, as indústrias trabalham com um planejamento mais longo que o comercio/varejo, uma vez que a gente produz pra estoque. Então, o que já era um desafio antes, está sendo mais desafiador ainda neste momento.

D&R Negócios: Foi adotada alguma mudança na empresa de vocês nesse momento de crise que considerem muito importante de ser destacada?

Cezar Couto: O trabalho remoto é uma novidade para nós. Home office, se é que podemos chamar de Home Office trabalhar de casa de forma adaptada e com os filhos juntos.
Durante a pandemia iniciamos a implantação do modelo OKR, encurtando os ciclos de revisão do planejamento comparado ao modelo BSC.

D&R Negócios: A Lightsweet é uma empresa familiar. Qual foi o impacto desse fator, gestão familiar, para os ajustes necessários no contexto atual? Até que ponto ser uma empresa familiar favorece e até que ponto dificulta as mudanças necessárias?

Cezar Couto: Na minha opinião o fato de ser familiar não tem relevância desde que os profissionais que estão trabalhando na empresa, familiares ou não, estejam cumprindo com o seu papel.

D&R Negócios: Já é possível ter alguma visão ou expectativas para o pós-crise?

Cezar Couto: Para o 2º semestre do ano eu vejo uma possível retração do consumo devido ao contexto de crise econômica que o país viverá. Um segundo ponto é que já está havendo uma pressão sobre os custos de matérias primas pela desvalorização cambial, fechamento de alguns mercados entre outras coisas. Vamos ter que acompanhar e nos reestruturar dentro das questões que estão sobre o nosso domínio…

D&R Negócios: Com base no que vocês estão vivenciando, gostariam de compartilhar alguma recomendação ou alguma mensagem com os outros líderes?

Cezar Couto: Nas Crises surgem diversas oportunidades para crescermos como empresa e como ser humano. Ela nos cutuca para sairmos da zona de estagnação e irmos para a zona da diferenciação. Tornar os processos e as equipes mais eficientes, tomarmos aquelas decisões que estávamos adiando, refletir sobre a nossa vida, sobre o que tem valor para nós de verdade.

A mensagem para este momento é: “Mares calmos não fazem bons marinheiros”.