Confiança do empresário paranaense da indústria de transformação volta à área de otimismo, informa Fiep

Humor da indústria da construção civil também registrou alta

Se o ano de 2016 encerrou com o humor do empresário paranaense ainda na área do pessimismo, uma leve elevação no indicador que aponta a confiança dos representantes do setor fez com que ela retornasse à área de otimismo. As informações são da análise mensal feita pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), que aponta crescimento de 2,6 pontos em janeiro contra dezembro no Índice de Confiança da Indústria de Transformação (ICIT-PR). Com a alta, o indicador se situa em 50,5 pontos.

De acordo com o estudo, a elevação no ICIT teve como maior impulso o aumento de 3,4 pontos do indicador de expectativas do industrial do Estado, chegando a 53,6 pontos. Este é o sétimo mês consecutivo que o respectivo indicador se situa na área de otimismo.

“O industrial começa a sentir maior confiança ao perceber medidas que podem contribuir para a retomada do dinamismo de nossa economia, como a redução mais acentuada da taxa de juros ocorrida neste mês”, afirma o presidente da Fiep, Edson Campagnolo. “A manutenção dessa tendência de aumento do otimismo depende da efetivação de outras medidas que recoloquem o país no rumo do crescimento”, acrescenta.

O indicador de condições, outro item que compõe o ICIT, registrou alta discreta de 0,6 ponto na variação entre janeiro deste ano e dezembro de 2016, alcançando 44,1 pontos e mantendo-se na área de pessimismo, evidenciando que o industrial ainda não percebe melhoras nos negócios.

Indicadores conjunturais e emprego

Em dezembro, a Fiep captou queda nos indicadores conjunturais sobre o nível de produção. De acordo com a análise, o Volume de Produção recuou de 48 para 41 pontos; já a Utilização da Capacidade Instalada recuou 1%, situando-se em 64 pontos.

A Evolução do Número de Empregados também apontou retração, porém, em menor velocidade, passando de 45,4 para 45,2 pontos.

Indústria da Construção

Assim como a Indústria de Transformação, houve aumento também no Índice de Confiança da Construção (ICIC-PR), de 5,8 pontos, no primeiro mês deste ano na comparação com o encerramento em 2016. Com a elevação, o indicador chegou a 49,5 pontos. Ainda que tenha registrado crescimento, segue, no entanto, pelo segundo mês consecutivo na área do pessimismo.

A alta coloca o índice, no primeiro mês de 2017, 16,5 pontos acima do medido em janeiro do ano passado, mas 7,2 pontos abaixo do ICIC histórico.

Indicadores de confiança

Os indicadores de confiança da indústria de transformação e da indústria da construção variam no intervalo de 0 a 100. Valores acima de 50 pontos indicam empresários confiantes, melhores condições ou expectativas positivas para o setor.

O IC – Índice de Confiança – mede a confiança do empresário industrial sobre a condição (Índice de Condições) e a expectativa (Índice de Expectativas), tanto da empresa industrial como da economia nacional. O Índice de Condições capta a situação da empresa industrial e da economia ocorrida no passado imediato. O Índice de Expectativas capta o sentimento para a empresa industrial e para a economia no futuro próximo (seis meses).

Fonte: Sistema FIEP

Palavra da Presidente

O mês de novembro de 2022 iniciou de maneira otimista para o setor de alimentos. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) demonstraram que, após um ciclo de

Leia mais »

Eventos Agendados

Conheça as Vantagens e associe-se

Associe-se