Associado do Sincabima participa de feira internacional de alimentos na Alemanha

[av_textblock size=” font_color=” color=”]

Representante da Barion fala sobre as tendências apresentadas durante a  ISM – Feira Internacional de Doces e Confeitaria, realizada em Colônia

O diretor comercial da Barion, Leonardo Barion, esteve presente na ISM – Feira Internacional de Doces e Confeitaria, realizada de 28 a 31 janeiro, em Colônia, na Alemanha. O evento é voltado aos produtos de confeitaria e padaria, salgados, caramelos, chocolates, balas, sorvetes, massas cruas para doce, produtos achocolatados e doces em geral.

“É uma feira bem específica para o segmento, com destaque para doces e chocolates, e que sempre traz novidades. Os europeus têm produtos de qualidade e influenciam todo o mercado internacional. Fomos lá buscar ideias para desenvolver nossos produtos, embalagens e processos. Tivemos a oportunidade de identificar novidades que podem servir para os produtos brasileiros”, comenta.

Dentre as tendências, Barion destaca os produtos funcionais, voltados para nutrição e ricos em proteínas, com formato de snacks, além das embalagens mais atrativas e os produtos com aspecto artesanal. “Chamou a atenção o aumento destes produtos que parecem ser feitos artesanalmente, eles são diferenciados, com estilo rústico ou delicado, mas, ainda assim, são industrializados. Tem também formatos inusitados, como chocolates que parecem sushi, por exemplo, ou coelhos de chocolate colorido.”

Segundo o diretor, há tendências que são fortes na Europa há mais tempo, mas que ainda não caíram no gosto do brasileiro, como os Wafers, que lá ganham diversos sabores e novidades, além do creme de avelã, “o queridinho” dos europeus. Símbolos como unicórnios também estão na moda, em destaque em diversas embalagens.

Quanto ao consumo de chocolate, enquanto o europeu consome de 12 a 16 quilos de chocolate por ano, o brasileiro consome apenas dois quilos, conforme o diretor. “Então, apesar da forte tendência dos produtos naturais, que é mundial, ainda temos potencial de crescimento no Brasil para o consumo de doces e chocolates. Porém, saímos de lá com a impressão de que temos muito a evoluir, tanto com relação aos hábitos de consumo quanto à tecnologia.” Outro aspecto negativo é a baixa competitividade. “Os brasileiros que estavam presentes no evento disseram que as exportações do Brasil estavam entre 15% e 20% no passado, enquanto hoje estão na casa dos 10%”, informa.

Para saber mais sobre o evento, consulte o site: http://www.ism-cologne.com

[/av_textblock]

[av_content_slider heading=” columns=’1′ animation=’slide’ navigation=’arrows’ autoplay=’false’ interval=’5′ font_color=” color=”]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[av_content_slide title=” link=” linktarget=”]

[/av_content_slide]
[/av_content_slider]

Palavra da Presidente

Certamente este Outubro ficará marcado para muitos – qualquer que seja a mudança, ficará igual ao que é ou ao que já foi. Como vamos lidar com isso é o

Leia mais »

Eventos Agendados

Conheça as Vantagens e associe-se

Associe-se