Sincabima presente no 17º Congresso Internacional das Indústrias

Presidente do Sincabima / Apralim, Eloísa Helena Orlandi

Entre os dias 7 e 9 de julho de 2022, o Sincabima esteve presente no 17º Congresso Internacional das Indústrias, realizado em Florianópolis. O evento foi idealizado pela Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi) em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab).

Em três dias de networking e debates sobre consumo e análise de mercado, o Congresso possibilitou aos participantes a imersão em discussões de grande relevância sobre o futuro do Brasil na comercialização de produtos que têm como base o chocolate, derivados do trigo e amendoim, dentre outros, abordando novas tendências de consumo e a possibilidade de expansão das marcas brasileiras no mercado internacional. 

De acordo com nossa presidente, Eloísa Helena Orlandi, a perspectiva para o crescimento das empresas associadas ao Sincabima nesse contexto de recuperação em face à pandemia de Covid-19 ainda merece atenção: “A expectativa é a de que as empresas paranaenses possam manter a média nacional, ainda que num cenário conservador em função da retração de demanda e devido à alta de preços de insumos, especialmente o valor do trigo por conta da guerra na Ucrânia”, pontua. Depois de apresentar um bom crescimento em 2020, em torno de 6% no volume de vendas, o setor de alimentos industrializados prevê crescimento em torno de 1% para 2022. “Por isso o mercado internacional sempre é um atrativo para o crescimento das nossas indústrias, haja vista a valorização do dólar frente ao real, o que faz os nossos produtos bastante competitivos no mercado externo”, complementa Eloísa.

Bastidores e novas tendências 

O 17º Congresso Internacional das Indústrias contou com palestra de abertura proferida pelo economista Ricardo Amorim, que deu um vislumbre macroeconômico interno e externo do mercado nacional, pontuando as vantagens do Brasil em relação a alguns países da Europa a partir do cenário de guerra na Ucrânia. Ainda assim, evidenciou a importância de cautela diante das incertezas que a questão política do país pode trazer em virtude das Eleições que se aproximam. 

Alguns painéis mostraram como a Copa do Mundo vai afetar a demanda de consumo de alguns setores para mais ou para menos. Além disso, outras discussões mostraram as tendências de crescimento de alguns pontos de vendas, de maneira especial os atacarejos. Eles estão em crescimento em contrapartida ao encolhimento de hipermercados. 

A retração econômica está fazendo com que o consumidor mude seus hábitos de compra, buscando por preços mais vantajosos e escolhendo lojas onde se compra mais por menos. Os atacarejos, em princípio focados para as classes C e D, estão cada vez mais atraindo o público de classes mais altas e, por isso, é um ramo que tende a se adaptar a novos públicos muito em breve. 

Para concluir, a presidente do Sincabima reforça a frase do palestrante Arthur Igreja sobre as oportunidades de negócios para o setor de alimentos do país: “Mudar de canal não impacta. É a mudança de processo que modifica”. No mundo de hoje, inovação é uma competência básica de gestão de qualquer negócio. Mas, ao contrário do que muitos pensam, inovar não é apenas sinônimo de tecnologia ou tendências de mercado. Antes de tudo, trata-se de pensar no que é melhor para o seu cliente, de modo a fazê-lo reconhecer sua marca não apenas pela qualidade, mas também pelos valores que ela representa.

PALAVRA DA PRESIDENTE

O mês de setembro foi marcado, em grande parte, pelo cenário político que temos vivenciado, por ocasião das eleições. A expectativa do resultado se arrastou para o 2º turno, que

Leia mais »

Eventos Agendados

Conheça as Vantagens e associe-se

Associe-se